Como Estudar para Ingressar em uma boa Universidade?

Um novo ano se aproxima e muitos estudantes já estão preocupados em definir o ritmo de estudos para ingressar em uma boa universidade em 2019. O Enem tem sido uma porta para grandes universidades federais e tende ser cada vez mais explorado como avaliação no processo seletivo de outras universidades.

Começar a planejar os estudos desde cedo faz com que o ano de preparo do vestibulando seja muito mais tranquilo. E organizar o tempo é uma ótima estratégia para atingir o melhor rendimento sem ter que sacrificar outras atividades do dia-a-dia. Para isso, o ideal é pensar em longo prazo e planejar as tarefas de forma prática e eficiente. Então esta época do ano é ótima para desenvolver um ritmo e uma nova rotina.

Não existe nenhuma receita para o sucesso nos estudos, é uma questão pessoal descobrir qual a forma mais eficiente de aprendizado e fixação. Então, o começo do ano é bom para o estudante testar e tentar determinar a sua melhor forma de rendimento. Assim, o seu estudo fluirá ao longo do ano e o vestibulando estará mais apto a atingir os seus melhores resultados nas provas.

Anteriormente o Exame Nacional do Ensino Médio – Enem era utilizado para a conclusão do ensino fundamental e médio, mas isso mudou, essa função se dá ao Encceja 2019, Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos.

Esse exame acontece de forma nacional, em um mesmo dia, e deve ter sua inscrição realizada através do sistema INEP. As inscrições no exame podem ser realizadas através da página do participante, para isso, basta seguir o passo a passo e informar os dados corretos.

Uma dica que funciona para um número muito grande de pessoas é que, depois das aulas, o estudante reveja e exercite a matéria dada pelo professor. Depois disso, é importante ter um boa noite de sono para a fixação do conteúdo. É uma tática interessante porque o aluno segue um cronograma pré-determinado e consegue manter em dia o fluxo dos estudos. Para administrar melhor o tempo é necessário conhecer as prioridades pessoais. Assim, as tarefas serão realizadas com maior êxito.

Planejar a administração do seu tempo, durante os estudos, também é fundamental. Evite estudar em ambientes barulhentos, em horários alternados e sem estar alimentado e descansado. Organize seus dias e horários para conseguir melhores resultados.

Ter um objetivo claro é o primeiro passo. Programe seus estudos de acordo com as matérias e, dentro de cada matéria, elenque os temas por tópicos principais e desenvolva-os separadamente. Determine uma meta de estudos diários e procure cumpri-la de uma vez, evitando distrações e otimizando seu tempo.

O Enem é composto de 180 questões (divididas em dois dias) de níveis fáceis, médios e difíceis e uma redação. Além disso, é uma prova longa e pode ser cansativa. Então, o ideal é procurar as edições anteriores, refazê-las e checar os gabaritos, assim o estudante cria a percepção do tipo de questões, para priorizar as médias e fáceis, e também desenvolve intimidade com a prova.

Assim, o processo não será maçante e o vestibulando saberá a melhor forma de expor o seu conhecimento na avaliação. Além disso, estar atualizado é muito importante. As questões interdisciplinares têm sido cada vez mais recorrentes e o estudante agrega um conhecimento que poderá ser utilizado na argumentação da redação.

Ter o hábito de ler também é essencial, porque o estudante fica mais rápido e as falhas com a interpretação de texto tendem a diminuir, além de ser a fórmula para melhorar o desenvolvimento de dissertações.

É importante manter o foco, ter organização e equilíbrio. Isso fará a diferença, porque o estudo será mais eficiente e a tranquilidade virá à tona, o que é um aliado num momento como este. As datas de inscrição para o Enem ainda não foram definidas, mas acontecerão entre maio e junho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *