Como Estudar para Ingressar em uma boa Universidade?

Um novo ano se aproxima e muitos estudantes já estão preocupados em definir o ritmo de estudos para ingressar em uma boa universidade em 2019. O Enem tem sido uma porta para grandes universidades federais e tende ser cada vez mais explorado como avaliação no processo seletivo de outras universidades.

Começar a planejar os estudos desde cedo faz com que o ano de preparo do vestibulando seja muito mais tranquilo. E organizar o tempo é uma ótima estratégia para atingir o melhor rendimento sem ter que sacrificar outras atividades do dia-a-dia. Para isso, o ideal é pensar em longo prazo e planejar as tarefas de forma prática e eficiente. Então esta época do ano é ótima para desenvolver um ritmo e uma nova rotina.

Não existe nenhuma receita para o sucesso nos estudos, é uma questão pessoal descobrir qual a forma mais eficiente de aprendizado e fixação. Então, o começo do ano é bom para o estudante testar e tentar determinar a sua melhor forma de rendimento. Assim, o seu estudo fluirá ao longo do ano e o vestibulando estará mais apto a atingir os seus melhores resultados nas provas.

Anteriormente o Exame Nacional do Ensino Médio – Enem era utilizado para a conclusão do ensino fundamental e médio, mas isso mudou, essa função se dá ao Encceja 2019, Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos.

Esse exame acontece de forma nacional, em um mesmo dia, e deve ter sua inscrição realizada através do sistema INEP. As inscrições no exame podem ser realizadas através da página do participante, para isso, basta seguir o passo a passo e informar os dados corretos.

Uma dica que funciona para um número muito grande de pessoas é que, depois das aulas, o estudante reveja e exercite a matéria dada pelo professor. Depois disso, é importante ter um boa noite de sono para a fixação do conteúdo. É uma tática interessante porque o aluno segue um cronograma pré-determinado e consegue manter em dia o fluxo dos estudos. Para administrar melhor o tempo é necessário conhecer as prioridades pessoais. Assim, as tarefas serão realizadas com maior êxito.

Planejar a administração do seu tempo, durante os estudos, também é fundamental. Evite estudar em ambientes barulhentos, em horários alternados e sem estar alimentado e descansado. Organize seus dias e horários para conseguir melhores resultados.

Ter um objetivo claro é o primeiro passo. Programe seus estudos de acordo com as matérias e, dentro de cada matéria, elenque os temas por tópicos principais e desenvolva-os separadamente. Determine uma meta de estudos diários e procure cumpri-la de uma vez, evitando distrações e otimizando seu tempo.

O Enem é composto de 180 questões (divididas em dois dias) de níveis fáceis, médios e difíceis e uma redação. Além disso, é uma prova longa e pode ser cansativa. Então, o ideal é procurar as edições anteriores, refazê-las e checar os gabaritos, assim o estudante cria a percepção do tipo de questões, para priorizar as médias e fáceis, e também desenvolve intimidade com a prova.

Assim, o processo não será maçante e o vestibulando saberá a melhor forma de expor o seu conhecimento na avaliação. Além disso, estar atualizado é muito importante. As questões interdisciplinares têm sido cada vez mais recorrentes e o estudante agrega um conhecimento que poderá ser utilizado na argumentação da redação.

Ter o hábito de ler também é essencial, porque o estudante fica mais rápido e as falhas com a interpretação de texto tendem a diminuir, além de ser a fórmula para melhorar o desenvolvimento de dissertações.

É importante manter o foco, ter organização e equilíbrio. Isso fará a diferença, porque o estudo será mais eficiente e a tranquilidade virá à tona, o que é um aliado num momento como este. As datas de inscrição para o Enem ainda não foram definidas, mas acontecerão entre maio e junho.

Dicas de estudos para seu curso

Educa Mais Brasil Inscrição – As inscrições para o programa são realizadas pela internet de maneira fácil e rápida, através do site. Podem se inscrever no Educa Mais Brasil qualquer pessoa que tiver por interesse estudar em uma graduação, pós-graduação ou pretende estudar em uma escola particular. O programa é voltado para pessoas que encontram dificuldades para pagar as mensalidades nas instituições de ensino e precisa de uma bolsa de estudos.

Educa Mais Brasil Inscrição

As inscrições Educa Mais Brasil são gratuitas e devem ser realizadas pelo site (www.educamaisbrasil.com.br). Para se inscrever, o interessado deve preencher a ficha de inscrição. Primeiro, informe qual o tipo de ensino que concorrerá a bolsa:

  • Graduação, Pós-graduação, Ensino básico, Cursos técnicos, Idiomas, Cursos profissionalizantes ou preparatórios para concurso;
  • Em seguida, escolha os tipos de cursos Educa Mais Brasil, se serão presenciais ou Educação a Distância;
  • O tipo de busca, se será pela instituição ou pelo curso que desejará cursar;
  • Feito isso, preencha o estado de interesse e cidade;
  • Em seguida será aberta uma nova guia para preenchimentos de dados pessoais;
  • Estes que devem ser preenchidos de forma clara e verdadeira sobre o Educa Mais Brasil;
  • E clique em prosseguir.

Documentos Necessários

Além de informar para qual curso deseja cursar, o candidato pode informar até três cursos diferentes, é preciso também preencher um questionário socioeconômico. Por isso, é importante que no ato da inscrição Educa Mais Brasil o candidato informe todas as informações de forma verdadeira. Pois, caso aja de má fé, será desclassificado.

Veja a seguir os Documentos necessários para Educa Mais Brasil Inscrição:

  • CPF,
  • RG;
  • Comprovante de endereço;
  • Comprovante de escolaridade;
  • Dentre outros.

Todos os documentos devem ser informados no ato da inscrição Educa Mais Brasil, visto que a mesma é feita online. No ato da matrícula, outros documentos também serão exigidos, como foto 3×4, e fotocópia autenticada do diploma de conclusão do ensino médio, caso o candidato esteja concorrendo a bolsa Educa Mais Brasil para graduação. Se for para pós-graduação, será exigido a fotocópia do diploma de conclusão da graduação. E assim, sucessivamente.

Perícia Previdência Social

O auxílio-doença é um benefício por incapacidade para o segurado do INSS que apresenta uma doença ou sofreu de um acidente que impeça de trabalhar. Para garantir este auxilio é necessário que o trabalhador imprima o requerimento gerado pelo sistema e levá-lo ao INSS no dia da perícia, com carimbo e assinatura da empresa.

Através do agendamento da perícia no INSS é possível que o trabalhador consiga comprovar a invalidez. Em todo caso, para facilitar este processo é possível fazer o agendamento da perícia INSS 2019 pela internet.

Requisitos

  • Comprovar a existência de doença que torne o cidadão temporariamente incapaz de exercer suas atividades profissionais.
  • Possuir o tempo mínimo de trabalho exigido (carência) com 12 meses (regra geral) isento em casos de acidente de trabalho, isento – em casos de doenças específicas.
  • Segurado empregado (urbano/rural), deverá estar afastado do trabalho há pelo menos 15 dias (podendo ser 15 dias intercalados dentro do prazo de 60 dias);
  • Segurado Empregado Doméstico, Trabalhador Avulso, Contribuinte individual, Facultativo, Segurado Especial, poderá requerer o benefício no momento em que ficar incapacitado para o trabalho.

Como agendar a Perícia do INSS

Para agendar a perícia do INSS para situações de benefício para auxílio-doença e outros o usuário irá precisar de

  • NIT (PIS/PASEP) (Não digite ponto, vírgula, traço ou barra).
  • Nome Completo:
  • Nome Completo da Mãe:
  • Data de Nascimento (DDMMAAAA);

Em seguida será necessário indicar sua categoria entre as:

  • Facultativo;
  • Individual;
  • Segurado especial (trabalhador rural);
  • Trabalhador avulso;
  • Empregado(a) doméstico(a);
  • Empregado(a);
  • Desempregado (a);

Depois será preciso informar:

  • O último dia de trabalho, para o caso de empregado, é preciso inserir CID o atestado médico que gerou o afastamento do trabalhador com CID constante e o número do CNPJ da Empresa;
  • Nome do Empregador junto de seu CPF, no caso dele ser empregado (a) Doméstico (a).
  • Saiba mais sobre Aposentadoria por Tempo de Contribuição

Para conseguir fazer a perícia do INSS Dataprev deve acessar:

http://www.dataprev.gov.br/servicos/auxdoe/auxdoe.htm

Para situações na qual não será possível ir à perícia médica no dia e hora marcada é possível solicitar a remarcação, uma única vez, até três dias antes da data agendada, por meio da Central de Atendimento 135.

Veja aqui informações sobre o Imposto dos três maiores estados do Brasil

IPVA RJ – Com o passar do tempo, a alíquota do IPVA Rio de Janeiro sofreu algumas modificações até alcançar um consenso para a melhor realização do cálculo do imposto, portanto confira logo abaixo os valores cobrados em cada caso:

  • 4% para automóveis de passeio e camionetas, os automóveis bicombustíveis, veículos de procedência estrangeira e todos os demais não mencionados acima;
  • 3% para automóveis de passeio e camionetas bicombustíveis, movidos a álcool e/ou gasolina, e utilitários;
  • 2% para ônibus, micro-ônibus, motocicletas, ciclomotores e automóveis movidos a álcool;
  • 1% para caminhões, caminhões e veículos de transportes de passageiros a taxímetro pertencentes a pessoas jurídicas, e veículos que utilizem gás natural ou energia elétrica;
  • 0,5% para veículos destinados exclusivamente à locação, de propriedade de pessoa jurídica com atividade de locação devidamente comprovada nos termos da legislação aplicável, ou na sua posse em virtude de contrato formal de arrendamento mercantil ou propriedade fiduciária.

De acordo com o calendário de pagamento, o IPVA 2019 poderá ser parcelado em até 3 vezes por meses sucessivos e este processo de parcelamento pode ser feito a qualquer momento.

Mesmo que o contribuinte tenha deixado passar a data de pagamento da primeira parcela, o parcelamento ainda será válido, porém terá o acréscimo dos juros de mora, e para consultar ainda mais informações sobre o imposto do Rio, acesse o site abaixo:

IPVA MG

Em Minas Gerais, desde o ano 2007, o IPVA MG é calculado aplicando-se sobre a base de cálculo as seguintes alíquotas:

  • 1,0%Ônibus, micro-ônibus, caminhão, caminhão trator;
  • 1,0%Veículos de locadoras;
  • 2,0%Motocicletas e similares;
  • 2,0%Automóveis, veículos de uso misto e utilitários com autorização para transporte público comprovada mediante registro no órgão de trânsito na categoria aluguel;
  • 3,0%Caminhonetes de carga e furgão;
  • 4,0%Automóveis, veículos de uso misto e utilitários.

Este cálculo é feito de acordo com a situação em que se encontra o automóvel, portanto, para veículos novos a base de cálculo do IPVA 2019 MG é o preço total que está presente no documento fiscal do automóvel. Se o veículo tem a procedência estrangeira, o cálculo tem como base o preço que está presente no documento de desembaraço aduaneiro, acrescido de outros tributos e encargos.

Ainda que não recolhidos pelo importador, nessa situação muitos proprietários são pegos de surpresa por não obterem essa informação antecipada.

IPVA SP

O Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores, conhecido popularmente por IPVA SP, é aquele que é cobrado a todos os motoristas Brasileiros que possuem automóveis que circulam por vias terrestres e sua alíquota é definida de acordo com o governo do estado de São Paulo, com base em critério próprio.

Em 2005, a maior alíquota era do IPVA 2019 SP, com 4% sobre o valor venal do veículo sendo que outros estados têm sua alíquota variando entre 1% e 3%. A base de cálculo é o valor venal do veículo, estabelecido pelo Estado que cobra o referido imposto.

As alíquotas do IPVA não podem ser alteradas e os motoristas que possuem veículos movidos a gasolina e biocombustíveis recolhem 4% do valor renal. Já aqueles veículos que utilizam álcool, gás ou os que são movidos a eletricidade, tem a alíquota de 3%, além das picapes que tem cabine dupla que pagam 4%.

Os Utilitários de cabine simples, motocicletas, ônibus, micro-ônibus, motonetas e outros similares, retira 2% sobre o valor venal, e caminhões pagam 1,5%, por isso vale ficar sempre ficar atento ao tipo de seu veículo.

Agora que você pôde acompanhar essas valiosas informações a respeito do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), não deixe de consultar IPVA e ver a tabela de valores do seu estado para realizar o pagamento do mesmo. Em casos de maiores dúvidas, deixe o seu comentário logo abaixo para que possamos ajuda-los.

Como ler mais rápido

Mesmo com a expansão da tecnologia, televisão, celulares e outros meios de comunicação, a leitura tradicional ainda é importante no aprendizado, seja ela para o campo profissional ou acadêmico.

Antigamente pela falta de tecnologia as pessoas liam mais, mesmo assim nos dias atuais ainda é necessário a leitura, pois não aprendemos por osmose, é necessário sim, o aprendizado por meio da leitura. Hoje existem outras formas para aprender, como vídeos e podcasts, mesmo assim, existem assuntos que precisam de uma minuciosa análise e isso só se acontece através da leitura.

Estamos vivendo em uma época de concorrência constante e falta de tempo, sendo assim, as pessoas correm contra o tempo para aprender com agilidade.

Saber ler rápido ajudará e muito, pois muitos vestibulares cobram dos candidatos leitura de obras literárias e se você souber ler rápido facilitará sua vida e terá mais tempo para estudar outras disciplinas.

E não apenas vestibulares, alguns concursos como o Educa Mais Brasil, também cobram que o estudante tenha boa leitura.

Quando lemos, as palavras são armazenadas em nosso lobo temporal que fica no cérebro. O cérebro é projetado para aprender. E existem algumas formas de maximizar e agilizar o processo de leitura.

Confira o Cronograma para participar do ENEM

Foi divulgado o Resultado da primeira chamada do Enem 2019 do meio de ano, neste período do meio do ano, são 3 etapas se seleções sendo que o resultado da primeira das etapas foi divulgado dia 27 de junho, na segunda-feira, o processo de inscrições terminou dia 24 de julho, sexta-feira.

Chamadas

A segunda chamada será em 12 de julho e a terceira chamada será em 25 de julho. Para conferir se foi um dos selecionados, deverá acessar o site do Enem, no endereço siteEnem.mec.gov.br, caso o resultado aponte que você foi um dos selecionados nessa primeira chamada do Enem do meio do ano, deverá ir até a instituição de ensino para continuar com o processo e obter mais detalhes específicos junto à instituição. Ao acessar o site do Enem, para saber se você foi um dos aprovados no resultado, deverá fornecer ao site o seu número de inscrição do Enem 2019 e também o seu número de CPF.

Cronograma

No site oficial do Enem existe um cronograma, com todas as datas da 1ª chamada, 2ª chamada e 3ª chamada, quando serão divulgados os candidatos pré-selecionados e a data de quando será a comprovação de informações e processo seletivo próprio, além daqueles que ficarem na lista de espera.

O Ministério da Educação (MEC) está discutindo a possibilidade do fim das bolsas parciais oferecidas pelo Enem, esta é uma das principais mudanças que podem entrar em vigor no Enem 2019, outras mudanças também estão em discussão no MEC, todas elas devem ser enviadas ao Congresso Nacional até o início do segundo semestre de 2019, para que, se votadas possam entrar em vigor no Enem 2019.

Atualmente o Enem oferece bolsas completas e também bolsas parciais de 50%, para o interessado na bolsa parcial é preciso que a sua família tenha renda per capita de até três salários mínimos. No entanto, boa parte das bolsas parciais não estão sendo preenchidas, assim o MEC estuda a possibilidade de oferecer apenas as bolsas integrais, apesar disso, o próprio MEC também defende a bolsa parcial, assim a proposta ainda está em discussão para que seja enviada ao Congresso.

A possível proposta do fim das bolsas parciais do Enem deve ser enviada em julho para votação no Congresso na forma de medida provisória, além desta proposta também deverá ser enviada uma nova regra de mudança no mecanismo de isenção fiscal às instituições que aderem ao Enem.

Tabela de pagamento confirmada para o Bolsa Família 2018

Em primeiro plano, você já conhece o Bolsa Família e seus diferenciais? O Programa, criado em 2003 pelo Governo Federal, tem como principal intuito melhorar o desenvolvimento social de famílias que atualmente se encontram em situações de extrema pobreza.

Assim, para receber os benefícios da tabela do Bolsa Família 2018 as famílias devem estar em situações tanto de pobreza quanto de extrema pobreza, que no caso, varia entre R$77 a até R$154.

Além disso, a família deve ter entre os integrantes crianças e/ou adolescentes que estejam na faixa etária de 0 a até 17 anos, mães que estão no processo de amamentação ou então gestantes.

Telefone Bolsa Família

Telefone Bolsa Família

Devemos destacar ainda que para receber o Bolsa Família o indivíduo deve estar cadastrado no Cadastro Único do Bolsa Família, que é feito pelo próprio site do programa do governo.

Tabela do Bolsa Família 2018

O Bolsa Família conta com uma tabela para a realização dos pagamentos das famílias que são beneficiadas pelo mesmo. E o calendário Bolsa Família 2018 já foi divulgado e está disponível para consulta.

De uma forma geral, o pagamento começará a ser realizado nos últimos 10 dias úteis de cada um dos meses do benefício até o final do ano. No mês de janeiro, por exemplo, os pagamentos serão realizados durante os dias 19 até o dia 30.

As famílias beneficiadas do programa recebem o dinheiro, que fica disponível para saque, em dias diferentes durante esse período de 10 dias no final de cada mês.

Assim, a família deve checar qual é o último número de seu NIS, que é o número de identificação da família, presente impresso em cada cartão. Assim, o pagamento é realizado conforme o último número de cada cartão.

Valor Do Bolsa Família 2018

O bolsa família nada mais é do que um programa do Governo Federal que tem como principal intuito tirar as famílias da pobreza e extrema pobreza.

Assim, um valor é depositado na conta de cada família conforme as suas condições financeiras e número de integrantes. No ano de 2018, o valor do bolsa família já está sendo reajustado. O reajuste, no caso, é realizado conforme o reajuste também do salário mínimo.

A previsão é que no ano de 2018 mais R$2,7 bilhões de reais serão repassados dos cofres públicos para o benefício do programa. Assim, devemos destacar que o valor do bolsa família depende muito conforme o perfil da família e o número de integrantes da mesma.

O valor pago para cada uma das crianças e/ou adolescentes de faixa etária que pode variar de 0 a até 17 anos, para as gestantes ou mulheres em processo de amamentação é de R$35 por mês, lembrando que cada família também tem um limite que é de R$175.

E agora que você já conhece o Bolsa Família, como você pode fazer para ser um beneficiado do programa, também já entende como funciona o valor, os pagamentos e a própria tabela do Bolsa Família de 2018, o que você ainda está esperando para melhorar a sua renda com o auxílio desse programa?