Filhotes recém-nascidos: saiba quais são os cuidados necessários

Vai receber um cãozinho filhote na sua casa e não sabe como se preparar? Confira as dicas!

Quem não gosta de um cachorrinho filhote? A fofura e a delicadeza desses animais é o que mais chama a atenção nessa época da vida. No entanto, adotar um amigo peludo pode ser um pouco mais complicado do que você imagina. São muitas coisas que devem ser consideradas para manter a saúde e o bem-estar do novo morador da sua casa.

Desde os primeiros momentos da chegada do seu novo cãozinho em casa, você deve dar uma atenção especial ao ambiente em que ele vai estar, levá-lo ao veterinário e comprar equipamentos e brinquedos para adaptação — como, por exemplo, o cercado para cachorros

Filhotes recém-nascidos
Filhotes recém-nascidos: saiba quais são os cuidados necessários 3

Além disso, os cuidados com o que o seu animal de estimação vai se alimentar também deve existir. A alimentação é um fator importante para o desenvolvimento e a evolução do seu novo pet, para, mais tarde, ser possível realizar a castração com toda a segurança necessária.

Pode parecer muita coisa para se preocupar, porém, quando o seu cãozinho começar a fazer parte da sua vida, esses detalhes começarão a fazer parte do seu dia a dia. Por isso, separamos abaixo algumas dicas de cuidados para te ajudar a se preparar! Confira.

Como cuidar de um cachorro filhote?

Uma das principais preocupações que você deve ter ao adotar um cachorro recém-nascido, principalmente se você nunca teve um animal de estimação, envolve o ambiente em que ele vai ficar, suas vacinas, sua alimentação e a castração. 

Ambientação

Quando o seu novo amigo chegar na sua casa, o ambiente será completamente novo e diferente para ele. É importante que você faça o máximo possível para que ele se sinta seguro e confortável. 

Para recebê-lo, é interessante comprar uma caminha específica para ele, consideramdo o seu tamanho. Por mais que a vontade de deixar ele dormir na sua cama seja grande, resista! O filhote de cachorro precisa ter um canto próprio para descansar durante a noite e nos períodos em que você estiver fora de casa.

Durante o dia, ele terá momentos para circular, se exercitar e brincar. Portanto, deixe um brinquedo de pelúcia em sua caminha, caso o filhotinho ainda sinta falta de sua mãe. Outros brinquedos, como os que fazem algum tipo de barulho ou os de morder também funcionam para o filhote.

Além disso, demarque um espaço livre para o seu pet. Neste local, retire tudo o que pode ser destruído pelo seu cão e substitua por acessórios, como bebedouros, comedouros e os brinquedos que citamos acima. Assim, ele pode conviver confortavelmente na casa.

Veterinário

Levar o seu pet ao veterinário é essencial, principalmente nos primeiros meses de vida. Por isso, encontre um profissional de confiança para te ajudar com as necessidades do seu novo amigo. É ele que vai conseguir identificar se o seu filhote está com alguma doença, e, se sim, qual será a melhor maneira de realizar o tratamento. 

Além disso, o seu cãozinho deve tomar vacinas importantes, vermífugos e outros medicamentos que vão protegê-lo nesse período. O cachorro recém-nascido não possui o sistema imunológico fortalecido, portanto, pode estar suscetível a muitas doenças. Mantenha o acompanhamento com o veterinário!

Vacinas

Como constatamos no item anterior, o veterinário é o responsável por te instruir acerca das vacinas que seu animal recém-nascido precisa começar a tomar. Elas são geralmente indicadas a partir dos 45 dias de vida, que é quando se inicia a fase do desmame. 

Assim, os anticorpos da amamentação diminuem e os animais ficam mais desprotegidos quanto aos vírus e bactérias. As vacinas servem para auxiliar o organismo do seu cãozinho a produzir os próprios anticorpos e combater doenças.

As principais vacinas para filhotes, que são consideradas como obrigatórias, são: 

  • V6;
  • V8;
  • V10;
  • Antirrábica. 

No caso das V6, V8 e V10, a primeira dose é aplicada após 6 a 8 semanas de vida e cada uma delas tem três doses — com 21 dias de intervalo entre elas. Já a antirrábica deve ser aplicada com 24 semanas de vida e possui uma dose.

Alimentação

cachorro comendo racao
Filhotes recém-nascidos: saiba quais são os cuidados necessários 4

Nenhum cachorro nasce comendo ração! Após o nascimento, os filhotes passam por um período de amamentação. Então, passados 45 dias, eles entram em processo de desmame. Nesse momento se inicia a introdução da ração.

No final do primeiro mês de vida, é interessante oferecer para o seu cão uma ração umedecida com água. Gradualmente, vá diminuindo a quantidade de água ao longo das semanas, de forma que ele já esteja comendo a ração seca no final do terceiro mês. 

É nessa idade que o animal apresenta dentes mais fortalecidos e as necessidades metabólicas e nutricionais ficam diferentes. Portanto, é importante, também, dosar a quantidade de alimento dado e retirar o pote de ração após a refeição. 

Castração

Por último, mas não menos importante, devemos pensar na castração. Para a castração do seu cãozinho, o mais importante é que o ciclo de vacinas pediátricas esteja finalizado — o que ocorre por volta dos 6 meses. A partir desse período, você já pode castrar o seu animalzinho!